Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

shutterstock_478528489.jpg

Como o parque industrial pode ser conectado e 4.0?

Saiba como aplicar mudanças para que o parque industrial se torne conectado e, assim, atenda às demandas de um mercado 4.0. Vale lembrar que nenhuma mudança acontece de forma repentina. E, apesar de a Indústria 4.0 já ser uma realidade, é importante traçar um plano estratégico para que o parque industrial seja conectado às tecnologias e entre si. Caso contrário, o investimento poderá ser muito maior do que o esperado e os resultados poderão não surtir os efeitos esperados.

Com a Indústria 4.0 cada vez mais presente, é fundamental pensar em maneiras de o parque industrial ser conectado e autônomo. Afinal, é o uso das tecnologias que permitirá otimizar a produção do parque industrial, tomar decisões mais certeiras e, assim, reduzir custos e aumentar a competitividade.

No entanto, nenhuma mudança acontece de forma repentina. E, apesar de a Indústria 4.0 já ser uma realidade, é importante traçar um plano estratégico para que o parque industrial seja conectado às tecnologias e entre si. Caso contrário, o investimento poderá ser muito maior do que o esperado e os resultados poderão não surtir os efeitos esperados.

Como fazer, então, para adaptar a indústria para essa nova realidade sem perder a competitividade? Veja algumas dicas a seguir!

Quais os passos para implementar a Indústria 4.0?

Tornar o parque conectado não é sinônimo de trocar todos os equipamentos atuais por novos. Pelo contrário, é preciso partir de um diagnóstico do processo atual para identificar gargalos e pontos de melhorias. E, então, começar a traçar um plano de modernização.

De acordo com Felipe Siqueira, especialista em tecnologia da Escola Senai de São Caetano (SP), os passos para implementar a Indústria 4.0 são os seguintes:

  1. Selecionar um time de projetos;
  2. Nivelar o conhecimento sobre o tema;
  3. Fazer um diagnóstico do processo atual;
  4. Analisar as competências, expertise e projetos internos já realizados pela organização;
  5. Criar um escopo de projeto;
  6. Mapear o nível de maturidade das áreas definidas no escopo do projeto;
  7. Identificar oportunidades de ações voltadas para a Indústria 4.0, criar planos de ação e levantar os benefícios de cada ação;
  8. Realizar análise de viabilidade técnica e econômica;
  9. Priorizar ações/projetos de acordo com a estratégia da organização;
  10. Selecionar/criar indicadores de desempenho que demonstrem os ganhos obtidos após a implantação do projeto;
  11. Aplicar as melhorias propostas;
  12. Coletar e analisar os resultados obtidos;
  13. Treinar os colaboradores;
  14. Escalar a solução.

Com isso, parte-se de um entendimento de como funciona a atual estrutura da empresa para capacitar a equipe e identificar oportunidades de modernização. A partir daí, é possível priorizar investimentos e torná-los mais certeiros, uma vez que as melhorias poderão ser aplicadas de acordo com o potencial de resultados.

Ainda, vale reforçar a importância da capacitação de colaboradores. Afinal, mesmo com um parque repleto de tecnologia, a inteligência humana precisa estar atuante para a gestão e tomada de decisões. E, se a sua equipe não "abraçar" todas essas mudanças e voltar a mentalidade para a Indústria 4.0, as tecnologias não conseguirão alcançar o seu potencial máximo.

Cuidado para não cometer esses erros

Ainda de acordo com Siqueira, existem alguns erros comuns no processo de tornar a indústria mais conectada. Entre eles, estão o baixo conhecimento sobre o tema, a falta de planejamento e ausência de engajamento dos colaboradores.

Portanto, é fundamental buscar profissionais qualificados para apoiá-los no processo e, em conjunto, implementar uma cultura interna de inovação.

Ainda, vale a pena dedicar um time que possa acompanhar todo o processo e seja responsável por escalonar as soluções para o resto da indústria depois. Com isso, as iniciativas não se perdem e é possível modernizar o parque dentro de um cronograma que faça sentido e gere resultados para o negócio.

Qual a frequência ideal para modernizar o parque industrial?

"Os ajustes e melhorias devem ocorrer continuamente. O investimento em novas tecnologias deve fazer parte da estratégia organizacional. Lembrando que não é preciso renovar todo o parque fabril para que ele se adeque aos novos requisitos, uma vez que é possível realizar retrofitting dos equipamentos já utilizados", explica Siqueira.

Muitas máquinas já possuem conectividade e podem ser atualizadas e interligadas a novos equipamentos. Além disso, Siqueira reforça que os investimentos em inovação devem fazer parte da estratégia da indústria, afinal, são cada vez mais essenciais para que ela se mantenha competitiva no mercado. 

Em busca de dicas para se manter criativo? Baixe nosso material exclusivo e gratuito!

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Feira Futureprint lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar