Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Como o marketing digital vai nos ajudar em tempos de distanciamento social.png

Como o marketing digital vai nos ajudar em tempos de distanciamento social

De que maneira consigo apresentar soluções que vínhamos desenvolvendo há algum tempo? Como não sermos esquecidos por esses consumidores? E, ainda, como prospectar em tempos de afastamento social causado pelo coronavírus?

Adriana Vergilio
Gerente de Marketing | FuturePrint

Parece que faz mais tempo que tudo mudou. E tudo aquilo que estávamos planejando para ser realizado em até cinco anos foi adiantado quase que “da noite para o dia”. Tudo está diferente em diversos sentidos e em todos os segmentos de negócios -, mas foi “somente” desde março deste ano que o Brasil adotou comportamentos de isolamento social, quarentenas e sistemas de afastamento, com - quem pode – passando mais tempo em casa.

Como então alcançar nossos clientes? De que maneira consigo apresentar soluções que vínhamos desenvolvendo há algum tempo? Como não sermos esquecidos por esses consumidores? E, ainda, como prospectar em tempos de afastamento social causado pelo coronavírus?

Neste cenário de mudanças e de antecipação de processos, o marketing digital que vinha ganhando cada vez mais força em todos os setores se cravou como solução indispensável. Hoje, mais do que nunca, estamos todos conectados.

Mas, afinal, como posso alcançar clientes?

Em primeiro lugar, você precisa ter claramente definido o perfil de seu(s) cliente(s)? Já ouviu falar em personas de marketing? Nada mais é do que a representação fictícia de seus compradores, baseado em dados reais. Ter isso bem definido, permite que você entenda qual rede social esta persona está, qual tipo de conteúdo ela consome, quais são suas principais dores, suas motivações, seus hábitos de compra, seus influenciadores, entre tantas outras características e, com isso, te ajudará a elaborar ações de marketing mais assertivas, estando no lugar certo para as pessoas certas.

Conheço bem meu público-alvo. Como posso impactá-lo nas redes sociais?

Priorize as redes sociais em que o seu público está presente e tem interagido. A partir daí, crie peças criativas, para que você tenha destaque e não seja mais um no meio da multidão. Invista em impulsionamento ou ads, pois o alcance orgânico é muito baixo.

Outro ponto importante é a segmentação que pode e deve ser feita, a fim de que você impacte apenas quem lhe interessa, otimizando assim o seu investimento. Isso pode ser feito por geolocalização ou outras características demográficas, como idade, interesses e comportamentos. Uma funcionalidade bastante útil é utilizar sua própria base de clientes para identificar novos usuários com mesmo perfil, possibilitando que você atinja novos potenciais clientes.  

Além disso, certifique-se de que sua mensagem esteja clara e concisa. Canso de ver posts em facebook sem um CTA (Call to Action, por exemplo “Comprar” ou “Saiba mais”) claro. Qual o objetivo dessa comunicação? É vender algo? Se sim, assim que o meu cliente clica no CTA, ele está sendo direcionado para a página correta? Esta página contém todas as informações necessárias para que possa haver a conversão? Procure sempre ter essas questões respondidas, antes de colocar sua campanha digital no ar.

Quando buscarem pelos produtos ou serviços que comercializo, quero aparecer na primeira página do Google. Como faço?

Segundo Neil Patel, co-fundador da NP Digital, 80% do tráfego dos sites iniciam-se em pesquisas realizadas em sites de busca e 75% dos usuários não passam da primeira página apresentada. Daí a importância em estar entre os primeiros de uma lista sem fim de opções na internet. Isso pode ser feito organicamente, por meio de diversas ações e também com investimento no Google ads.

Organicamente, pode-se começar por possuir um site bem estruturado, com um conteúdo relevante, original e completo, que atraia audiência qualificada. Na internet você encontra inúmeras ferramentas gratuitas para análise, como o Google Search Console, bem como materiais com importantes dicas de SEO (Search Engine Optimization para mecanismos de busca) que vale a leitura pois são inúmeras informações que não conseguiria tratá-las em um único artigo.  Vão desde coisas simples como atualizar constantemente o conteúdo, principalmente os temporais, até como ter um cuidado redobrado com as meta tags e títulos de páginas. Em todas essas ações, algo a se ter em mente é sempre procurar entender e até mesmo simular como o seu público te procura nos sites de busca.

Mas algo que gostaria de destacar para contribuir para o SEO de seu site é uma estratégia chamada link building. Tratam-se de ações destinadas a aumentar o número de links externos apontando para seu site, os famosos backlinks. Em outras palavras, é quando outros sites ou até mesmo blogs fazem referência ao seu produto utilizando links que servem como porta de entrada para o seu site. Portanto, avalie os canais que sua marca seja relevante para a audiência e trabalhe essa estratégia.

Qual é a linguagem que devo adotar no meio digital?

Aproxime sua linguagem à de seu público, e como já dito anteriormente, de forma clara e concisa.  A pandemia acelerou muitos processos e tem mudado o comportamento de consumo de informações da audiência digital. A oferta tem sido maior que a demanda e, por conta dessa enxurrada de informações, os usuários tendem a ser mais seletivos e ágeis em suas leituras, visualizações e análises. Ser objetivo e criativo é fundamental. Outros pontos de destaque, que têm sido unânimes nas discussões entre os profissionais de comunicação, é a necessidade de sermos empáticos e humanos. Não podemos nunca nos esquecer que um CNPJ é feito de CPFs. Portanto, comunique-se de CPF para CPF.

Como posso gerar leads a partir do marketing de conteúdo?

O marketing de conteúdo visa posicionar sua marca em todas as etapas do funil de vendas (vide imagem abaixo) entregando um conteúdo relevante em cada uma dessas etapas.

shutterstock_379298266 (1).jpg

Um bom exemplo de utilização de marketing de conteúdo é este pelo qual nós estamos “conversando” agora: o canal de conteúdo da Feira FuturePrint, uma ferramenta para estarmos em contato com você durante os 365 dias do ano, ajudando a solucionar alguns de seus desafios nos mercados de comunicação visual, têxtil e serigrafia, por meio de especialistas, além de apresentar diversas tendências e tecnologias para o seu negócio. Para nós, o topo do funil, é onde um futuro cliente toma conhecimento do nosso canal, por meio de um blogpost ou, preferencialmente, uma entrevista, e-book, infográfico ou webinar sobre determinada técnica ou tipo de gestão que para ele é relevante, e que em troca do conteúdo gratuito promovido nas redes sociais, por exemplo, nos fornece seus dados para futuros contatos, o famoso lead.

A partir daí - saindo do nosso exemplo e passando para a sua realidade -, comunique-se com esse lead respeitando cada uma das etapas do funil, sendo as fases de “interesse” e “descoberta” ótimas oportunidades para oferecer conteúdo informativo e educativo e, por fim, na fase “decisão”, mostre cases de sucesso com sua marca e, se possível, ofereça uma demonstração também.

Entregar o conteúdo certo na hora certa é de extrema importância rumo à conversão. 

Enfim, reflita em quem é seu público alvo, onde ele está e qual mensagem você quer transmitir para ele. Lembre-se que o mundo está em constante mudança e, hoje, se movimentando mais rápido do que nunca. Então seja tão ágil quanto a velocidade das mudanças requer, criativos e inovadores. Seja visto e bem visto. E, acima de tudo, sempre conectados. O digital veio para ficar!

Esse conteúdo é parte da Semana Digital FuturePrint 30 anos, que acontece de 20 a 24 de julho. Se inscreva e confira outros conteúdos exclusivos gratuitamente! 

 

TAG: Gestão
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar