Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Você sabe a diferença entre tinta reativa e pigmentada para impressão direta em tecidos?

Você sabe a diferença entre tinta reativa e pigmentada para impressão direta em tecidos.png
Processo de impressão direta permite que rolos de tecidos, sintéticos ou naturais, sejam impressos com tintas específicas, como a reativa e a pigmentada. Ambas são feitas à base de água, mas possuem diferenças importantes relacionadas à indicação e forma de uso.

Tinta reativa estampa apenas tecidos com fibras naturais (algodão, viscose, seda, etc.). Passa por vaporização e lavagem ao final do processo e tem como principal característica a vivacidade das cores e a excelente solidez. Além disso, permite desenhos com meios tons através de sobreposição de cores.

Já a tinta pigmentada é indicada para qualquer fibra de tecido (vegetais, como algodão; animais, como lã e seda; sintéticas, como poliéster; químicas, como nylon ou poliamida). É a mais utilizada na estamparia rotativa têxtil nacional, além de ser mais versátil, já que pode ser aplicada a uma grande variedade de tecidos.

A diferença entre as tintas reativas e as pigmentadas está no corante e na forma com a qual ele interage com as fibras do tecido. A tinta reativa, por exemplo, possui um corante capaz de reagir quimicamente com as fibras naturais à base de celulose (algodão), em ambiente de pH neutro (pH > 7). Já a tinta pigmentada, possui um pigmento neutro dissociado em um polímero, que se fixa nas fibras do tecido.

Grosso modo a tinta reativa é só para tecidos com fibras naturais, enquanto a pigmentada é para qualquer fibra de tecido. A tinta reativa necessita de vários processos para se fixar à fibra do algodão e atingir sua cor final, enquanto a tinta pigmentada já imprime na cor final e precisa apenas da polimerização para finalizar o processo de fixação na fibra. A aplicação da tinta reativa demanda um consumo grande de água e de mão de obra, além de tratamento de resíduos. Já o processo de impressão com a tinta pigmentada é 100% seco e não polui, sendo considerado, portanto, a opção mais viável para o futuro.

Qual processo é mais complexo?

O processo de aplicação das tintas pigmentadas é muito mais simples do que o das tintas reativas. Isso porque elas exigem um pré-tratamento com polímero especial para preparar a fibra de tecido, uma secagem pós-impressão, uma vaporização para atingir a cor final, várias lavagens para eliminar o excesso de tinta e fixar o restante na peça de roupa, além de uma secagem final em rama.

Para imprimirmos um rolo de tecido com tinta reativa, precisamos de uma lavanderia completa (com rama, vaporizador barca e centrífuga), vários funcionários qualificados para as etapas de pré e pós tratamentos, alto consumo de gás e energia elétrica e mais de 1000 litros de água consumida por cada 100 metros de tecido, enquanto que, com tinta pigmentada, precisamos apenas de um funcionário e não necessitamos de processos complexos para a operação, sem contar que o consumo de água é ínfimo.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar