Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Descubra de uma vez por todas os tecidos certos para serigrafia e sublimação

Descubra de uma vez por todas os tecidos certos para serigrafia e sublimação.jpg
A indústria de serigrafia e sublimação tem na matéria-prima um ativo fundamental. Saiba mais sobre os tecidos ideais.

A impressão e a personalização de produtos em tecidos é um mercado que permanece lucrativo e que se reinventa para se modernizar e oferecer cada vez mais oportunidades aos empreendedores. No entanto, para ter sucesso com esse tipo de serviço, é importante conhecer as particularidades de diferentes técnicas e substratos. É o caso dos tecidos mais indicados para serigrafia e sublimação.

Antes de iniciar esse tipo de trabalho, é fundamental considerar as vantagens e limitações, as aplicações mais adequadas e o resultado esperado por seu cliente.

Quais os tecidos mais indicados para serigrafia?

A serigrafia é um processo de impressão utilizado para uma grande variedade de produtos rentáveis em tecido, como camisetas, moletons, aventais, meias, entre tantos outros.

De forma geral, é possível utilizar uma ampla gama de tipos de tecidos para a impressão serigráfica, como lembra Cesar Augusto, coordenador na Contraste Impressões.

"A serigrafia é quase universal para a maioria dos tipos de tecidos. Claro que em alguns o resultado varia e há opções mais ou menos indicadas conforme o trabalho", explica.

Entre os tecidos indicados para serigrafia, o algodão é um dos destaques. Isso porque o algodão absorve muito bem a cor - especialmente tintas à base de água - e é confortável de usar, durável e apresenta alto controle de umidade, o que faz o cliente, muitas vezes, preferir essa a outras opções de tecidos.

Além do algodão, como fazer impressão serigráfica em outros tecidos?

A serigrafia é um processo facilmente aderente a vários tipos de tecido. Augusto dá dois exemplos e dicas para lidar com eventuais problemas ao trabalhar com esses tecidos:

Serigrafia em poliéster

Outra opção de tecido para serigrafia é o poliéster, mas é preciso considerar algumas questões para ter um bom resultado nessa escolha. "Quando se trata de serigrafia em poliéster, existem dois desafios: migração e encolhimento do corante. Para evitar a migração da tinta, deve-se usar uma tinta altamente opaca ou imprimir uma barreira de camada de base e curar a uma temperatura mais baixa", indica o especialista.

Serigrafia em seda

"A seda fornece uma boa superfície plana para a serigrafia, e a fibra natural absorve a tinta de maneira uniforme e eficaz. Mas uma coisa a lembrar é que quanto mais fino o tecido, menos tinta será absorvida, portanto, pode haver um efeito mais sutil do que em uma base de algodão ou lã mais grossa. Lembre-se também de que a seda pode tender a se mover ou encolher ligeiramente durante o processo de impressão, portanto, certifique-se de lavar previamente o tecido e usar adesivo de mesa para manter o tecido firmemente no lugar", recomenda o coordenador na Contraste Impressões.

Quais tecidos utilizar em sublimação?

A sublimação está presente em quase todo o tipo de material - de roupas esportivas até banners de eventos, esse processo de impressão é um dos mais populares atualmente para produtos em tecido. Ela permite que as imagens sejam impressas em uma variedade de tecidos sintéticos, como poliéster, lycra ou têxteis mistos.

No entanto, como ressalta Augusto, há algumas restrições de tecidos. "A sublimação não é indicada para qualquer tecido. Ela é usada principalmente para impressão em tecidos de fibras sintéticas e misturas (que são compostas principalmente de poliéster). A estrutura celular e química do poliéster torna o processo possível. Opções de tecido de fibras naturais, como algodão, seda ou lã, não absorverão a tinta adequadamente. E, para opções sintéticas, quanto maior o percentual de poliéster na composição, melhor."

Como sublimar nylon e lycra?

Dependendo da aplicação e do público, esses tecidos podem ser os mais indicados para determinados produtos têxteis. Mas será possível sublimá-los?

O especialista explica que "em geral, tecidos sintéticos podem ser sublimados. Mas, nesses casos, algumas questões devem ser observadas. Principalmente, se a mistura da composição tem conteúdo de poliéster alto o suficiente. É importante checar com o fornecedor ou fabricante as indicações e a composição antes de usar esses tecidos e testar as configurações de impressão para não queimar os materiais e gerar prejuízos".

E a sublimação em tecidos de algodão?

O algodão não é tão comumente usado na sublimação porque suas fibras naturais não se ligam permanentemente às tintas nesse tipo de impressão, o que pode fazer com que a tinta saia facilmente do produto gerando desbote e, com isso, a insatisfação do cliente. Entretanto, se a opção for realmente esse tipo de tecido, há alguns caminhos para viabilizar a impressão.

"Tem o trabalho de preparação da superfície com um verniz. Há revestimentos especializados que podem introduzir um polímero no substrato de algodão, o que permitirá que os corantes se unam e façam o tingindo do substrato. Mas, no geral, a recomendação é utilizar tecidos que sejam pelo menos 50% poliéster e 50% algodão (PA) para minimizar riscos de impressão de baixa qualidade em termos de cor e durabilidade", finaliza o especialista.

 

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Feira Futureprint lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar