Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Como a pandemia impulsionou abertura de novos negócios

Como a pandemia impulsionou abertura de novos negócios.jpg
Comportamento do consumidor, que agora compra mais online, e o surgimento de novos empreendedores impulsionam a utilização de materiais autoadesivos

Além de um aumento da comercialização de materiais autoadesivos para sinalização de filas em mercados e drogarias, indicando a distância adequada entre os consumidores, houve um crescimento na utilização de rótulos para sanitizantes, produtos de limpeza e álcool em gel, durante a pandemia, segundo o gerente regional de Produtos da Avery Dennison, Renato Rafael. Com um comportamento mais caseiro nos últimos meses, o consumidor focou em praticidade e segurança. “Os materiais autoadesivos são utilizados para identificação de mercadorias compradas através do e-commerce e como lacres nas embalagens de refeições delivery, garantindo que não tenham sido violadas em algum ponto do transporte até a casa do consumidor.”

Novos produtos surgiram durante os últimos meses e muitos deles nasceram através de novos negócios. E, por meio dos rótulos, os micro e pequenos empresários podem identificar seus produtos, destacar sua marca e criar uma conexão com o consumidor. Nesse contexto, a impressão digital ganha espaço. “Os novos empreendedores começam com pequenas tiragens de rótulos e a impressão digital é uma boa opção, pois permite maior flexibilidade de volume e velocidade para introduzir novos produtos.” Durante esse processo, Renato acredita que as gráficas podem ajudar as micro e pequenas empresas, através de um modelo de venda consultiva, oferecendo todo o suporte para atender as necessidades desse novo empreendedor.

Sustentabilidade

Segundo pesquisa recente da Nielsen, 42% dos consumidores brasileiros estão mudando seus hábitos de consumo para reduzir seu impacto no meio ambiente. De acordo com o gerente regional da Avery Dennison, “a pandemia deve intensificar algumas reflexões como, por exemplo, de que forma reduzir a utilização de caixas, papéis e plásticos nas mercadorias de e-commerce, e como otimizar o espaço dentro dessas embalagens. Em compras online, muitas vezes, recebemos caixas grandes acondicionando um único item”. Além disso, pesquisas europeias mostram que aproximadamente 90% dos consumidores preferem comprar de empresas que apoiam questões sociais e ambientais em detrimento das que não apoiam. 

Cada vez mais, as empresas irão focar seus desenvolvimentos em produtos mais sustentáveis, que utilizem menos materiais, permitam a reciclagem e o reuso. “A economia linear, que tem como ponto final da jornada de consumo o descarte do produto e embalagem, está dando lugar à economia circular, pautada pela reutilização dos materiais”, destaca Rafael.

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Feira Futureprint lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar