Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

6 ferramentas para um bom planejamento financeiro para MEI

Planejamento financeiro para MEI
Para o Microempreendedor Individual (MEI), fazer o controle financeiro do negócio pode parecer complicado. Mas não precisa ser! Em seu novo artigo, o colunista Felipe Chiconato mostra quais ferramentas são essenciais para você garantir o planejamento financeiro do MEI e não se perder nas contas!

O prazo para fazer a Declaração Anual do MEI (Microempreendedor Individual) de 2022 termina no fim de junho. Em momentos como esse, é comum o empreendedor se preocupar com o planejamento financeiro do próprio negócio. “Como fazer o controle de finanças do MEI? Será que estou no caminho certo?”, você pode se perguntar. 

Olhar para a gestão financeira pode parecer complicado, ainda mais quando somos uma empresa de uma pessoa só — no caso, MEI. Por isso, resolvi explicar neste artigo 6 ferramentas essenciais para você conseguir fazer um bom planejamento financeiro do seu MEI. Dá uma olhada!

1. Registro de venda 

Trata-se de anotar tudo o que é vendido e como foi recebido. É o primeiro desta lista de ferramentas de planejamento financeiro para MEI, pois é aqui que a operação começa. Você não pode deixar de ter isso em mente. 

2. Controle de estoque 

Trata-se de controlar todo o movimento de entrada e saída de produtos do estoque, pois isso é recurso e, como recurso, precisa ser controlado.  

Afinal, quando for comercializado ele vai se transformar em dinheiro. Por isso, no planejamento financeiro empresarial, é preciso saber o quanto você tem de dinheiro parado na sua empresa. 

Sem contar o fato de que não podemos deixar faltar estoque e isso impactar as vendas. Então, cuidado neste ponto! 

3. Controle de caixa 

Além do controle de estoque, temos outra ferramenta que é o controle de caixa. Trata-se de olhar o que você já recebeu ou pagou. É um olhar para trás, então o movimento do dinheiro precisa ter ocorrido, ou seja, ter entrado e saído. 

Atenção: nem tudo que você vende você recebe! Esta etapa da gestão financeira é para colocar, de fato, quando o dinheiro ficou disponível para você, isto é, quando já entrou para o seu negócio. Exemplo: passei um cartão de débito na sexta-feira; o valor só vai entrar no caixa na segunda-feira seguinte. 

4. Controle de contas a receber 

Esse é outro controle importante para nossa lista de ferramentas de planejamento financeiro para MEI. Trata-se de anotar tudo que é direito da empresa, ou seja, entra nesse controle tudo que há para receber, qualquer venda que não tenha sido feita à vista. 

Se você trabalha com fiado, tenha muito mais atenção neste controle, hein! 

5. Controle de contas a pagar 

Mais uma ferramenta importante para ajudar no planejamento financeiro empresarial. Trata-se de anotar todas as suas obrigações, compromissos que você terá que honrar. Veja, estamos falando do futuro, ou seja, daquilo que você tem a pagar, sempre olhando para frente. 

6. Fluxo de caixa 

O fluxo de caixa é uma ferramenta que cruza todas as informações dos outros controles até o momento. É nele que você deve confiar para a tomada de decisão, pois ajudará em diversas escolhas para o seu negócio, como: 

  • se você vai precisar de capital de giro; 
  • se você vai poder investir; 
  • se vai distribuir lucro, e assim por diante. 

“Ah! Felipe, isso dá trabalho!” 

Sim, dá trabalho, principalmente se for feito de forma manual. Por isso, o que recomendo é a utilização, pelo menos, de uma planilha no Excel. 

Temos o Sistema Integrado do Empreenda 360, disponível no link da bio do Instagram do Empreenda, que é de bem fácil utilização. 

Caso você tenha interesse em sistemas mais complexos com interações automáticas, vou sugerir alguns que vi e gostei: 

  • Market-up; 
  • Yooga; 
  • Nibo; 
  • Conta Azul. 

Lembrando que, no uso de ferramentas para planejamento financeiro empresarial, recomendo começar pelo básico para ir evoluindo. Lembre-se, também, de que cada caso é um caso: é fundamental entender que não é porque uma ferramenta serve para um que irá servir para você. 

Felipe Chiconato atua há mais de 12 anos com orientação e gestão de negócios. É especialista em Finanças Empresariais e Planejamento Estratégico. É bacharel em Administração, MBA em Gestão Financeira Avançada pela Universidade Paulista e pós-graduado em Gestão de Micro e Pequena Empresa pela Fundação Getúlio Vargas. É sócio da empresa Empreenda 360º, focada em soluções digitais e consultorias em gestão financeira e planejamento estratégico de micro e pequenas empresas. Felipe também é criador de conteúdos e atua como palestrante em diversas feiras e eventos, como a FuturePrint, Concrete Show, Feira do Empreendedor do SEBRAE, PET South America, entre outras. 

Gostou dos exemplos de ferramentas para um bom planejamento financeiro para MEI? Aproveite e confira também nosso material com dicas para fazer reajuste de preços no seu negócio

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar