Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Eventos musicais, culturais e esportivos impulsionam serigrafia

Eventos musicais, culturais e esportivos impulsionam silk screen

Qualidade, durabilidade e baixo custo são as principais características da serigráfica, também conhecida como silk-screen. A técnica de impressão direta, utilizada na transferência de imagens sobre inúmeros tipos de substratos, como: algodão, fibras sintéticas, metais, plásticos, vidro, cerâmica, e placas de circuito impresso, dentre outros, foi muito utilizada no final do século 19 e durante as décadas de 1970 e 1980, com os lambe-lambes, cartazes colados em muros para divulgar eventos ou serviços.

A técnica está voltando com tudo graças a corridas automobilísticas e eventos musicais, como o Lollapalooza, que tem investido nesse tipo de cartaz para divulgar suas atrações. O responsável por produzir e colar os cartazes é Jeová Lourenço da Silva Júnior, da empresa Center Gráfica Salomão. “Fui procurado em 2014 para produzir os materiais com os nomes dos patrocinadores do festival. E no ano seguinte a organizadora me procurou para fazer os cartazes dos shows”.

De acordo com Júnior, houve quem acreditasse não ser possível produzir os cartazes usando serigrafia, “mas fui lá e fiz. Provei que dá (para fazer)”. Sobre a produção, o empresário explica que a ideia vem “pronta”, sendo necessário produzir a tela, gravar e fazer a plotagem. “Não precisei mudar minha estrutura; mesmas máquinas, mesmas tintas, mesmos processos. Só os tons das cores que precisei fazer por não encontrar nas lojas”.

Perguntado sobre como se sente com o reconhecimento dos cartazes, Júnior responde: “Me senti muito feliz, foi uma sensação de trabalho reconhecido. Falo sempre que, quando fazemos o que amamos, tudo vale a pena. E eu amo serigrafia!”. E esse “resgate” dos lambe-lambes, fez com que Júnior produzisse materiais para a Stock Car e eventos musicais no Brasil, França e Inglaterra.

5 dicas para vencer no mercado de impressão digital de grandes formatos
Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar