Gestão, Tendências

Tintas para impressão digital em tecidos; confira

Com exceção da sublimática, que requer o processo de transferência térmica para penetrar nas fibras têxteis, as tintas digitais são impressas diretamente no substrato. No entanto, geralmente, para se obter o melhor desempenho delas, é necessário aplicar pré e pós-tratamentos específicos nos tecidos.

Há uma relação intrínseca entre os tipos de tintas e os tipos de impressoras. Embora não haja uma regra, há padrões bem evidentes. Por exemplo: as impressoras DTG empregam majoritariamente insumos pigmentados. As de única passada geralmente imprimem com reativas, ácidas, dispersas ou pigmentadas. Já no grupo dos grandes formatos, abundam modelos capazes de estampar com todos os tipos de tintas digitais. Dentro dessa categoria, há máquinas dedicadas a apenas um insumo, como as látex e UV.

A tinta solvente não foi listada a seguir porque, apesar de ser capaz de imprimir em algumas mídias têxteis, ela é fundamentalmente direcionada a substratos com base vinílica. Veja para quais tecidos e aplicações básicas cada tinta digital é destinada:

  • Sublimática: estampa tecidos de fibras sintéticas, como poliéster e poliamida, compostos de 100% desses materiais ou mistos com outras fibras. A tinta sublimática é indicada para vestuário, decoração e sinalização;
  • Reativa: utilizada para estampar fibras celulósicas, como algodão, rayon, cânhamo, linho e bambu. É empregada por indústrias de vestuário e mobiliário doméstico;
  • Ácida: tem afinidade com fibras de proteína, como seda, lã, alpaca e mohair. Das fibras sintéticas, trabalha com o náilon. É um insumo empregado para estampar vestuário e peças de sinalização;
  • Dispersa: é limitada a tecidos de poliéster e algumas misturas de náilon e lycra. Vestuário e soft signage são as principais aplicações têxteis da tinta dispersa;
  • Pigmentada: pode ser usada em várias fibras desde que o tecido tenha o revestimento apropriado. Tem sido usada para decoração, mobiliário doméstico e vestuário;
  • Látex: indicada para tecidos de algodão, poliéster, cetim, brim e muitos outros, com ou sem tratamento. A látex é empregada na sinalização, decoração e algumas aplicações específicas de vestuário;
  • UV: indicada para imprimir tecidos mais grossos usados em decoração de ambientes indoor e sinalização.

_____________________________________________________________________________________________

Este artigo foi escrito por Luiz Ricardo Emanuelli – publisher do Portal InfoSign que atua nos mercados de impressão digital e comunicação visual há 15 anos – a convite do canal de conteúdo da FuturePrint. 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *