Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

soft signage

Oportunidades do soft signage no Brasil

O mercado de comunicação visual está ganhando novas oportunidades com o soft signage. O assunto foi abordado durante o Fórum Serigrafia SIGN FutureTEXTIL, em palestra ministrada por Robson Xavier, da Cor e Processo, e Marcelo Chanott, da Tes Cenografia.

Robson listou as vantagens obtidas ao utilizar o tecido impresso em comunicações. “O substrato é leve e não requer grandes estruturas, o que dá mais praticidade à montagem. O manuseio é mais simples e muito mais amigável”, explica.

O soft signage é uma forte tendência que vem do exterior. “Lá fora, dificilmente se vê o vinil sendo usado, não só por consciência ambiental, mas também por imposições legais”, comenta Robson.

Demanda brasileira precisa ser fomentada

Os palestrantes também debateram sobre as oportunidades que o mercado brasileiro possui com o soft signage. “A demanda existe para quem abre o mercado. As pessoas ainda não sabem como utilizar e onde explorar o tecido”, diz.

Marcelo comenta que os profissionais precisam buscar a qualificação para poder explorar por completo este mercado. “Como no Brasil há uma janela, a hora é de se especializar, buscar fornecedores e investir em equipamentos. Sem isso, ele acabará perdendo mercado”, alerta.

Ele finaliza dizendo que as pessoas que estão pensando em abrir uma empresa de comunicação visual precisam estar de olho nas inovações do soft signage. “Eu acredito que daqui alguns anos a impressão em tecido será a maior parcela do mercado. Quem quer abrir uma empresa precisa ter isso em mente para fazer investimentos mais inteligentes”, finaliza.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar