Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Esses são os cuidados para sublimar em tecido PET!

Esses são os cuidados para sublimar em tecido PET!.png
Tecido PET pode ser utilizado em diversos tipos de produtos personalizados, como ecobags, aventais, mochilas, bolsas, almofadas, camisetas e tantos outros.

A sustentabilidade está em alta. Um número crescente de clientes, tanto B2B quanto B2C, tem buscado no mercado produtos com apelo ecológico, como os sublimados em tecido PET.

O tecido PET (tereftalato de polietileno) possui em sua composição um percentual de poliéster obtido a partir da reciclagem de garrafas plásticas, como as de água e refrigerante.

Assim, no processo de reciclagem, as garrafas transparentes são separadas das coloridas. Garrafas transparentes criarão fios brancos e garrafas coloridas, fibras coloridas para tecidos. Para uma camiseta extra grande, por exemplo, podem ser utilizadas as fibras de cinco garrafas de refrigerante, que deixam de ir para aterros e oceanos.

Por que sublimar em tecido PET?

O tecido PET pode ser utilizado em diversos tipos de produtos personalizados, como ecobags, aventais, mochilas, bolsas, almofadas, camisetas e tantos outros.

Conforme o diretor da Trisoft, Maurício Cohab, essa iniciativa de apelo sustentável é uma grande tendência do mercado: "Muitas confecções de vestuário estão utilizando fibras de garrafas PET para misturar com fibras de algodão. O cliente busca cada vez mais opções de consumo sustentável, e esse pode ser um bom negócio para as empresas da área".

Com a reciclagem de garrafas PET, não se extrai matéria-prima virgem da natureza. Além disso, essa reciclagem permite reduzir o uso de energia para a produção de PET virgem e diminuir as emissões de gases de efeito estufa.

Hoje, o PET é o plástico mais reciclado do mundo. Os produtos obtidos pela reciclagem de PET são usados ​​principalmente como fibras têxteis.

Com isso, subliminar em tecido PET pode representar uma oportunidade tanto para conquistar clientes corporativos com programas socioambientais quanto pessoas físicas preocupadas com os impactos ecológicos de suas opções de compra.

"Para peças de vestuário, há opções de tecidos mistos, com poliéster originado de PET e um percentual de algodão ou fibra de bambu, por exemplo. No segmento de produtos promocionais, como sacolinhas sublimadas, por exemplo, o tecido PET tem grande apelo comercial", explica Cesar Augusto, coordenador na Contraste Impressões.

Quais cuidados tomar para sublimar em tecido PET?

Dependendo de sua composição, o tecido PET pode ser utilizado para sublimação, serigrafia e impressão digital.

Geralmente, utilizam-se composições diferentes para decoração ou produção de peças de vestuário. Especialmente neste segundo caso, um cuidado importante é ficar atento ao percentual de poliéster do tecido a ser sublimado.

"Quando o tecido tem 50% de poliéster produzido com garrafas PET e 50% de algodão, teremos uma peça de vestuário confortável ao usuário. Entretanto, como seu percentual de poliéster foi reduzido, na sublimação, a estampa terá um efeito mais estonado, já que a tinta sublimática terá menos fibras de poliéster para se ancorar. Para o segmento de moda, esse pode ser um efeito desejado, porém, para camisetas promocionais, por exemplo, geralmente o cliente está em busca de cores mais vivas e fiéis para seu logotipo. Nesse caso, o tecido precisará ter mais poliéster em sua composição", afirma o especialista.

Augusto recomenda também que o empreendedor tenha amostras com tecido PET de diferentes composições e sublime-os como teste para compreender melhor como será o resultado obtido com cada tipo de tecido, podendo, assim, orientar seu cliente na escolha da opção mais ideal e evitar insatisfações com o resultado obtido.

Quanto à escolha das tintas, o especialista explica que, "se a empresa é contratada para personalizar sacolinhas ecológicas, por exemplo, ela pode considerar usar tintas à base d'água, de modo a produzir um item com grande apelo sustentável. Mas é preciso testar essa opção conforme a composição do tecido e a técnica de impressão escolhida, já que, dependendo das condições, nem sempre, esse tipo de tinta vai ter um resultado muito fiel".

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar