• Canal Digital Future Print is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Colunistas, IMpressão Digital Têxtil

Particularidades da impressão têxtil serigráfica e digital jato de tinta

Serigrafia e Jato de Tinta (InkJet) são sistemas de impressão diferentes, porém próximos em alguns raciocínios e particularidades. Neste texto e nos próximos expomos dados que captamos da indústria têxtil, comunicação visual, embalagem, vidro e cerâmica decorada, da fabricação de tintas digitais, e de todas as aplicações que podem ser resolvidas pela Serigrafia e pelos sistemas jato de tinta. Trabalhamos neste conjunto há mais de 40 anos e nosso propósito é formar uma imagem mais circular sobre impressão, principalmente têxtil.

IMPRESSÃO SERIGRÁFICA E JATO DE TINTA

DTG – Impressão em peças prontas e cortadas. É um mercado dominado pela Serigrafia em que a impressão digital jato de tinta está crescendo.

DTF – Impressão direto no tecido. Pode ser de serigrafia a quadros e de cilindros ou de jato de tinta em tecidos em rolo. As impressoras são contínuas e os desenhos em geral são raportados para não mostrar emendas. Mais de 80% deste mercado é suprido com tintas de pigmento pela Serigrafia rotativa, e na sequência, com outras tintas de corantes: Reativo (fibras celulósicas), Disperso (poliéster) e Ácidos (poliamida, seda, lã). A principal tinta têxtil da estamparia digital é o corante Reativo.

A impressão digital jato de tinta têxtil DTF e DTG é um dos derivados da revolução computacional inaugurada na prática com a máquina Enigma do matemático inglês Alan Turing.

Alan Turing mostrou como a natureza desenvolve os padrões visuais de revestimento de seus corpos e formas. Partindo desta base, estruturou a máquina mãe dos computadores.  A reprodução de imagens por meio de padrões repetidos (retículas) é utilizada na impressão desde o século XIX. As retículas de Frequência Modulada não anguladas (FM ou Estocásticas) são a base da impressão jato de tinta. Retículas de Escala de Cinzas (Greyscale ou Frequência Modulada AM), anguladas, são a base da impressão serigráfica, offset e rotogravura.

Na indústria têxtil os padrões naturais e FM eliminam o moiré e geram imagens com menos defeitos, importante para a gravação de cilindros na serigrafia rotativa e de quadros.

Telas e cabeças de impressão digital mantém correspondências. Telas tem uma contagem de fios por polegada ou centímetros. A placa de nozzles (ou placa perfurada por onde a tinta é ejetada no substrato) corresponde à tela de Serigrafia e tem contagem de orifícios por polegada.

Telas marcam a resolução de retículas pela passagem de tinta pela área livre entre os fios. Impressoras jato de tinta marcam a porcentagem pela abertura dos orifícios da placa das cabeça. Há cabeças com muitas opções de resolução – de 1 ou mais fileiras de orifícios, de diâmetros variados. A resolução original da impressora digital é igual ao diâmetro do orifício marcado em picolitros. A quantidade de orifícios de uma ou mais filas e o tamanho da placa determinam a velocidade de impressão.  

A intensidade de cores e a resolução aparente pode ser aumentada ejetando tinta por uma fileira de furos mais vezes no mesmo lugar: 2, 4, 6 vezes, … Quando querem cores mais saturadas e imagens bem definidas e de alta cobertura, impressores serigráficos também “repicam” a impressão, passando o rodo e tintas mais vezes no mesmo lugar da imagem. Impressoras digitais imprimem no modo bilateral ejetando tinta indo e voltando de um lado para o outro. Impressores de Serigrafia também fazem isso ou passam a tinta somente em um sentido (modo unilateral). Na Serigrafia e na jato de tinta o resultado unilateral é melhor.

Tintas e Telas

Tintas “Clear” coloridas de pigmento e de corantes passam mais folgadamente em telas serigráficas finas. Corantes tem partículas menores que pigmentos e imprimem mais fácil em qualquer tela. Tintas “Mix” e brancas passam regularmente em telas mais abertas. O mesmo acontece na jato de tinta: Cabeças de alta resolução (1,5 a 3,5 picolitros são mais adequadas para corantes. Cabeças de 7 picolitros em diante imprimem pigmentos com mais regularidade. (1 litro (L) = 1000 mililitros (mL) / 1000 mililitros = 1000 microlitros / 1 microlitro (µl) = 1000 picolitros / 1 picolitro (pl)  = 12 microns (µ)  = 0.000001 de 1 ml). 1 litro = 1.000.000.000.000 picolitros.

1 m2 de estampa digital muito cheia consome o máximo de 12 ml de tinta. A média é 6 ml / m2)

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Artista plástico, Consultor e Coaching de Grupos criativos focados na interface Lojista / Comprador de produtos impressos para Moda, Arquitetura e Decoração. Formação:   Fundação Escola Guignard, hoje, Universidade Mineira de Artes (UEMG). Na Fundação Guignard foi professor de Desenho, Criatividade, Materiais e Gravura por 12 anos e Diretor Executivo por 9 anos. Atividade como professor: Professor visitante em diversas instituições de artes: UFMG, UFES, UFGO, Universidade de Brasília, Escola de Comunicações e Artes da USP, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Atividade como consultor: Atende os principais produtores de moda do Brasil desde 1988 Endereço: www.artzone.com.br - herculano@artzone.com.br ArtZone Arte & Tecnologia - Agente Lubrizol Digital Brasil – Diamond Dispersions e PrintRite DP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *