Impacto da comunicação visual nas vendas do food service

Impacto da comunicação visual nas vendas do food service.png
Em meio a tantas alternativas, o cliente poderá ser diretamente atraído para o estabelecimento que se destacar visualmente, comunicando algo que seja atrativo a ele e desperte seu desejo e interesse.

Além de pratos deliciosos, uma localização estratégica e um excelente atendimento, os negócios do setor de food service — alimentação fora do lar — também podem captar e fidelizar clientes, aumentando suas vendas, por meio da comunicação visual.

Afinal, em muitos casos, a escolha do estabelecimento ocorre diretamente no local, como nas proximidades de casa ou do trabalho ou na praça de alimentação de um shopping. Em meio a tantas alternativas, o cliente poderá ser diretamente atraído para o estabelecimento que se destacar visualmente, comunicando algo que seja atrativo a ele e desperte seu desejo e interesse.

Assim, é fundamental que marcas de food service estejam atentas aos impactos que a comunicação visual pode trazer para as suas vendas. E que a sua empresa que presta serviços de comunicação visual conheça esse setor para aproveitar suas oportunidades. Por isso, continue a leitura para saber mais sobre o assunto.

Qual é a importância da comunicação visual para o food service?

Os estímulos sensoriais exercem um grande papel em nossos processos decisórios. Entre eles, a visão impacta de forma subconsciente em nossas ações. Por isso, a comunicação visual pode ser tão decisiva para as vendas de negócios como os do food service.

Afinal, ela proporciona um estímulo significativo para a decisão do cliente em potencial, contribuindo para que ele faça suas escolhas a partir do contato com elementos de apelo visual.

"Lanchonetes, bares, restaurantes, padarias, bistrôs, pizzarias, pastelarias — o cliente de qualquer empresa de alimentação fora do lar leva em conta questões que vão bem além do alimento comercializado para decidir onde fazer sua refeição e se ele voltará ao estabelecimento. Esses fatores podem ser sua percepção de um ambiente agradável, facilidade para descobrir o menu e as formas de pagamento, por exemplo, e a comunicação visual contribui para tudo isso", explica Eliane Carvalho, do Sebrae-RS.

Como a comunicação visual pode impactar positivamente nas vendas do food service?

Pedro de Castro, designer que atua em projetos de comunicação visual na Mídia Alternativa, indica que "no livro Brain Rules, John Medica apresenta um levantamento que demonstra que o ser humano tende a reter 65% das informações visuais, porém, apenas 10% das transmitidas verbalmente, isso explica porque a comunicação visual pode impactar em fidelização, recompra, recomendações e, assim, nas vendas".

O designer traz um exemplo.

"Imagine que uma pessoa está em busca de uma sobremesa. Ela encontra dois estabelecimentos que vendem doces nas proximidades. Ao entrar no primeiro, o ambiente não é muito convidativo, é escuro e ela não consegue visualizar bem as opções e não tem peças de comunicação para demonstrar as suas opções. No segundo, além de visualizar bem o balcão com os doces, ela encontra um display informando as promoções, recebe um cardápio ou flyer com os produtos, vê um banner com imagens que dão 'água na boca', em qual dos estabelecimentos você acha que ela irá comprar?".

E negativamente?

Como vimos, a falta de uma comunicação visual atrativa e bem estruturada por si só já pode reduzir o potencial de vendas de um estabelecimento de food service.

Entretanto, problemas como uma fachada desatualizada, peças despadronizadas em relação à identidade visual e que não estão alinhadas ao perfil do cliente também podem limitar o sucesso comercial do negócio.

Por isso, é tão relevante o trabalho de empresas especializadas em comunicação visual. E este é um argumento poderoso para a sua estratégia de prospecção de clientes no ramo de alimentação fora do lar.

Dicas para uma comunicação visual que gere vendas no food service

Para o desenvolvimento da comunicação visual do estabelecimento, é importante considerar o perfil de seu cliente-alvo, a identidade visual da empresa (incluindo suas cores e grafismos padrão) e fazer com que as peças sejam harmoniosas, contribuindo para desenvolver um ambiente atrativo e convidativo.

A clareza nas informações, priorizando elementos visuais, como boas fotos dos produtos, também é fundamental.

Apostar nas peças para facilitar o rápido entendimento do cliente sobre a setorização no estabelecimento também pode ajudar a impulsionar as vendas — sinalizando clara e atrativamente onde ficam os salgados, doces, cafés, etc.

Pedro de Castro traz um exemplo de como a comunicação visual foi aplicada em um projeto e melhorou as vendas de um restaurante.

"Foi criado um projeto com peças externas (com destaque para a fachada que, até então, não era iluminada, e isso prejudicava o fluxo de vendas no jantar) e peças internas (como novo cardápio, banner e display).

Também foi feita a sinalização interna (banheiros, Wi-Fi, área e tipos de pagamento). Muitos clientes não se sentem à vontade para questionar sobre essas coisas para o garçom ou o atendente e, por vezes, deixam de consumir algo por esse motivo.

Foi dado também mais destaque para o cardápio do dia já na entrada em um cavalete personalizado com a marca e cores do estabelecimento. Com a gerência, criamos uma área de promoções do dia, perto do caixa, com um display, também padronizado, que passou a ser atualizado pelo local diariamente para estimular vendas por impulso e evitar perdas e desperdícios de produtos de baixa validade.

Todo esse projeto focado em comunicação visual contribuiu para o restaurante em questão aumentar suas vendas já no primeiro mês da implementação, diluindo os custos do investimento feito e gerando mais vendas no longo prazo."

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar