Tendências

Impressão com tinta UV: como fazer e quais os benefícios?

A impressão UV é um dos processos que tem apresentado grande crescimento no mercado de comunicação visual nos últimos anos. Isso porque é capaz de conferir trabalhos de altíssima qualidade sem prejudicar o meio ambiente, já que as tintas utilizadas ao longo do processo não possuem solventes químicos, além de apresentar ganhos no quesito produtividade, pois a secagem das tintas é realizada de forma praticamente instantânea, através da emissão da luz ultravioleta imediatamente após a impressão.

Esse sistema usa uma fonte de luz ultravioleta para acelerar a secagem das tintas, além de ser mais durável do que as técnicas convencionais, garantindo imagens mais bem definidas e vivas”, ressalta Luiz Cesar Diniz, sócio-diretor da Imagem Scan.

Vale a pena destacar que as imagens impressas pela técnica apresentam uma qualidade superior, a partir de 1440 dpi, justamente por não dispersarem no substrato devido à rápida velocidade de secagem.

Além disso, a durabilidade é maior, especialmente porque a tinta poder ser aplicada em substratos mais resistentes a agentes externos.

Quais as aplicações da impressão UV?

“A impressão UV pode ser feita em muitas opções de substratos, flexíveis e rígidos, como lona, acrílico, ACM, MDF, PS, PVC, Espuma XPS, vidro, adesivo, entre outros”, acrescenta Diniz.

Basicamente, todos os substratos comerciais podem receber essa técnica de impressão, com exceção dos tecidos que possuem algodão em sua composição, conforme explica o profissional.

“Como há espaços na estrutura das fibras, a tinta e a radiação UV acabam sendo absorvidas, o que prejudica a secagem satisfatória da impressão.”

Como usar a impressão UV na prática?

A impressão com tinta UV não oferece muitas dificuldades para os profissionais. O processo é exatamente igual ao aplicado com outras tintas, havendo uma diferença apenas na secagem.

As empresas que trabalham com essa tecnologia devem ter uma curadora (ou túnel) que emita alta radiação UV, controlada em segundos, para secar a tinta por completo.

Como a tinta UV não seca ao ar, também é possível trabalhar com telas de poliéster bem fechadas e, assim, ganhar mais qualidade na impressão.

Já em relação aos custos, o processo de impressão com tinta UV já está se igualando aos demais. E, apesar de ser mais cara e demandar um investimento inicial para a curadora UV, o custo x benefício vale muito a pena por entregar resultados de alta qualidade.

Você já conhecia o processo de impressão UV? Conte pra gente no campo de comentários abaixo e continue acompanhando o nosso canal de conteúdo. 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *