Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Como organizar sua gráfica rápida

shutterstock_691408807.png
Um projeto gráfico pode ter diferentes níveis de complexidade. Uma gráfica rápida foca-se justamente em atender pequenas tiragens de forma ágil.

Como você avaliaria os processos de sua gráfica rápida nesse instante? É possível que você já tenha identificado oportunidades para que o controle de sua gráfica rápida possa atender mais e com melhor qualidade, não é mesmo? No entanto, é preciso implementar uma organização de maneira efetiva, saindo da teoria para a prática.

É sobre isso que falaremos neste artigo. A seguir, confira dicas de como melhorar a organização de sua gráfica rápida. Assim, você pode aumentar e qualificar ainda mais a produção e direcionar melhor os custos de seu negócio. Confira mais a seguir.

O que é uma gráfica rápida?

Um projeto gráfico pode ter diferentes níveis de complexidade. Uma gráfica rápida foca-se justamente em atender pequenas tiragens de forma ágil.

Por isso, pensando em projetos de escopo mais enxuto, o equipamento de uma gráfica rápida será limitado, incluindo impressoras digitais. Isso faz com que o negócio seja atrativo para clientes que buscam impressões em prazos menores, mas garantindo um padrão de qualidade.

Quais são os erros de organização em uma gráfica rápida?

Um erro que pode custar caro para a organização da gráfica rápida está em não realizar um planejamento de custos robusto.

"Identificar as matérias-primas e insumos mais utilizados (papeis, tintas, embalagens, etc.), saber precificar os serviços e investimento de mão de obra é importante para evitar desperdícios", explica Regina Batista, especialista em impressão digital e representante da Print Comunicação.

Outro erro relacionado a isso, é não ter uma organização ativa do estoque. Afinal, com um monitoramento de estoque, sua gráfica rápida poderá agilizar processos e diminuir gastos no caso de impressões reprovadas ou erros. Dando continuidade a essa organização, é importante que sua gráfica rápida internalize os processos de forma natural.

"Treine sua equipe para que os processos essenciais, como manutenções e amostras, possam estar alinhados ao controle na gestão de custos", recomenda a especialista.

Como agilizar o atendimento e entrega de produtos ao organizar sua gráfica rápida?

Planejamento é a chave para ter uma gráfica rápida eficiente, ágil e organizada. A seguir, veja dicas para tornar organizar seu fluxo de trabalho a favor dos melhores resultados para seu negócio.

Organize a entrada de sua gráfica rápida

Primeiramente, organize seu balcão. Sua recepção é uma espécie de vitrine de sua gráfica rápida. No momento em que seu cliente entrar no estabelecimento, é preciso que ele saiba o melhor que sua gráfica pode oferecer para ele. Com isso já estabelecido, podemos partir para práticas que agilizem seu atendimento.

Crie um layout físico que agilize a produtividade de sua gráfica rápida

Ao organizar as máquinas e equipamentos, busque uma disposição que faça sentido com o fluxo de trabalho. O balcão de edição, por exemplo, deverá ficar no começo dessa linha de atendimento.

Nesse espaço, o designer realizará atividades como tratamento de imagem e desenvolvimento das artes. Após isso, coloca-se o estoque (cartuchos de tinta, papéis, grampos…) próximo ao balcão.

Por fim, a recomendação é alocar os equipamentos de impressão e acabamento. Com isso, sua gráfica rápida pode dedicar um espaço para armazenar e entregar os produtos já finalizados, tendo um layout físico que ajude a fluir um ritmo de trabalho produtivo, sem perda de tempo e deslocamentos desnecessários.

"Para agilizar ainda mais a entrega, você pode manter uma mesa de apoio no centro, onde seus funcionários podem filetar as impressões, medir produtos e montar embalagens. Dessa forma, você não prejudica seu fluxo e liga todo o processo para o operacional", indica Batista.

Como organizar sua gráfica rápida para diversificar sua produção?

A diversificação de portfólio é um dos caminhos para garantir um fluxo de entrada suficiente em momentos de crise ou recuperação, como estamos agora.

Assim, é importante estudar a viabilidade de oferecer outros produtos e serviços em seu negócio para mantê-lo lucrativo e atrair novos clientes. Entretanto, isso precisa ser feito de forma planejada.

"Antes de diversificar, é importante saber para qual público você oferecerá o novo produto, onde ele está, como você irá atrai-lo. Também é importante preparar a gráfica para esse novo fluxo. A equipe precisará ser treinada? Será preciso adquirir um novo programa ou equipamento? Qual a previsão de investimento e lucro com o novo produto? É importante que o empreendedor saiba a resposta para perguntas como essa para não acabar inovando em algo sem potencial e que irá gerar prejuízos", recomenda a especialista.

No caso de gráficas rápidas, é possível diversificar a produção produzindo itens de decoração, por exemplo. Isso pode incluir quadros, adesivos de parede, itens de impressão digital têxtil (como itens de cama, mesa e banho personalizados), entre outros produtos.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar