Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

adequar_maquinas_sublimacao_serigrafia

Entenda como adequar máquinas de sublimação a diferentes substratos

Olá! É sempre um prazer compartilhar no canal digital da feira de Serigrafia SIGN (FuturePrint). Meu nome é Nilton Tscherne, do Portal Sublimático, e o convite foi para trazer informações sobre como prensar substratos considerando os mais variados equipamentos do mercado.

Antes de mais nada, é necessário compreender que sublimação é um processo físico e, portanto, existe, sim, a possibilidade de cálculos para controlá-lo. Em um segundo momento, poderemos aprofundar essa questão, o que apresento através do gráfico abaixo é uma visão simplificada do que seria esse cálculo, o que já facilita a compreensão de quem está começando com a sublimação e gera curiosidade para quem deseja aprofundar-se no assunto.

Considerações: No processo de sublimação, a temperatura é aplicada sobre corantes dispersos (sublimáticos) previamente depositados/impressos sobre um substrato (papel transfer sublimático), vaporizam/transformam-se em gás e transferem em tecido/poliéster ou em cerâmica, alumínio, vidro e outros substratos tratados para receber a sublimação.

Crédito: Portal Sublimático

Uma prensa plana, como a prensa usada para a prensagem de camisetas, possui uma chapa de alumínio com cerca de 2cm de espessura, considerando sua massa comparada a de uma prensa de canecas, sabe-se que sua massa vai reter muito mais caloria.

Ao prensar uma camiseta, o calor da chapa é transferido para o tecido facilmente, já que a relação entre a massa da resistência e da camiseta são consideráveis. Já a prensa de canecas, possui uma resistência fina, e a massa da caneca é muito maior, por isso existe uma grande queda da temperatura no processo de sublimação em canecas de cerâmica, por exemplo. Calma, fique tranquilo eu me proponho até o final do artigo deixar claro essas questões.

Nesse artigo, a proposta é simplificar para o leitor a compreensão de tempo, temperatura e pressão para um ajuste satisfatório em qualquer equipamento do mercado para uma sublimação nos mais variados substratos.

Mas como saber o tempo, a temperatura e a pressão de cada produto? Saiba que a sublimação não exige muita pressão, mas é importante o contato entre o papel sublimático e o substrato para que o mesmo resultado impresso no transfer seja estampado com qualidade no substrato. Manchas brancas estão ligadas à pressão baixa, e nós já conversamos sobre essa questão em outros artigos.

Vamos lá...A sublimação acontece quando a tinta sublimática atinge 180 graus Celsius. "Nilton, qual o motivo então de configurar minha prensa em 200 graus Celsius?" Como disse no início do artigo, sublimação é um processo físico, a camiseta está em temperatura ambiente e a prensa transfere o calor necessário para a sublimação do tecido em, aproximadamente, 30 segundos, tempo que atinge os 180 graus necessários para que os corantes sejam transferidos para o tecido, ou seja, após 30 segundos, a temperatura de 180 graus para a sublimação do tecido acontece.

No gráfico será possível compreender essa curva de aquecimento e começar a pensar a sublimação como um processo que pode ser calculado numericamente. Abaixo vou usar o exemplo de uma caneca para que possa ilustrar tudo o que você viu até aqui.

Ajuste a pressão da prensa de canecas para que a caneca de cerâmica fique firme sem deformar a resistência. A ideia aqui é descobrir o tempo, portanto, não se preocupe em configurar o tempo no painel. Configure a prensa de canecas para 200 graus Celsius e prense.

Considerando o gráfico acima aguarde a prensa alcançar o topo do aquecimento 2 e anote esse tempo. Esse tempo é o ideal para a caneca de cerâmica que você está trabalhando.

Importante: As canecas de cerâmica para sublimação comercializadas no Brasil não possuem um padrão, portanto, não são todas iguais, elas possuem o fundo e as paredes de várias espessuras e essa massa de cerâmica define essa curva de aquecimento. Por esse motivo, muitos relatos de problemas na transferência de tinta sublimática na parte inferior da caneca, onde se tem mais massa por conta do fundo mais grosso que a parte superior! Você já teve esse problema? Comente abaixo.

Em produtos de alumínio, a retomada de temperatura acontece em, aproximadamente, 40/60 segundos, produtos de cerâmica podem chegar a 150/180 segundos e vidro cerca de 300 segundos.

Saiba então que se uma tabela de tempo e temperatura diz que um azulejo deve ser prensado por 300 segundos, é importante saber qual o tamanho desse azulejo, pois quanto maior, mais massa/cerâmica terá, portanto, um azulejo 10x10cm terá um tempo menor que um azulejo de 20x30cm. Compreendendo a curva de aquecimento, você poderá descobrir qual o tempo ideal para o seu azulejo - siga as mesmas orientações acima no exemplo da prensagem da caneca para encontrar o tempo do azulejo.

Estude esse processo profundamente para compreender como calcular o tempo de cada produto e, assim, se profissionalizar e criar suas próprias tabelas de tempo e temperatura, até lá, siga como referência tabelas de tempo e temperatura disponibilizadas pelos fabricantes e fornecedores dos seus produtos.

O conhecimento nos liberta e nos eleva para outro patamar como profissionais. Espero que, com essas informações, você possa dar um grande passo rumo a profissionalização, olhar para o processo de sublimação com um olhar ainda mais profundo e encantador e, a partir desse ponto, expandir seu negócio e as possibilidades com esse incrível processo de estampagem.

Minha proposta com esse artigo (ou tentativa...rs...) foi simplificar e tornar mais acessível conceitos técnicos, na esperança de alcançar o maior número de pessoas possíveis.

Foi um grande prazer compartilhar mais algumas informações com os leitores desse canal, fique à vontade para comentar logo abaixo. Deixo o convite para conhecer mais sobre o meu trabalho através do Portal Sublimático, um canal independente com foco em sublimação. Sucesso, um grande abraço e até mais!

*Este artigo foi escrito por Nilton Tscherne, do Portal Sublimático

 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar