Feira Future Print faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

shutterstock_1187101078.jpg

Como reduzir custos com impressora certa?

Buscar otimizar e reduzir custos com impressora é uma importante medida para quem trabalha no mercado de comunicação visual. Especialmente porque o aumento de despesas costuma estar atrelado à uma baixa produtividade ou às paradas inesperadas, o que prejudica diretamente a qualidade e a agilidade dos trabalhos entregues aos clientes.

"Com o crescimento da demanda por pequenas e médias tiragens e a necessidade crescente de personalizar os impressos, as impressoras digitais vieram para ficar", ressalta Júlio César Jaginski, especialista em soluções de impressão digital da Helioprint. De acordo com o especialista, muitos gráficos estão aderindo à tecnologia com o objetivo de modernizar o parque e otimizar custos e produções.

Escolha do fornecedor e equipamento

"Em primeiro lugar, vem a escolha do fornecedor. Uma boa escolha nessa etapa vai fazer com que todo restante seja mais fácil. O fornecedor precisa ter capacidade para fazer a implementação do seu projeto e dar treinamento necessário para sua equipe conseguir aproveitar todos os recursos do equipamento", recomenda Jaginski. Ainda, é fundamental que o fornecedor preste um suporte técnico rápido e de qualidade.

O especialista ainda chama atenção para o fato de existirem duas categorias de equipamentos: os de entrada e produção.

"Basicamente, os equipamentos de entrada são máquinas usadas no mercado corporativo em ilhas de impressão de grandes empresas, mas devido ao seu relativo baixo valor de investimento, são usados no mercado gráfico brasileiro. Fique atento: esses equipamentos, apesar de descreverem em seus catálogos que suportam altas gramaturas, não foram projetados para larga escala de produção". 

Jaginski diz que operar nessas condições leva à diminuição da vida útil dos consumíveis, fazendo com que o equipamento tenha paradas técnicas mais frequentes. "Para você que trabalha dentro de padrões Fogra, Gracol procure por equipamentos que trabalham com servidores de impressão externos. Isso vai facilitar muito na hora de colocar o seu equipamento dentro da norma. Além disso, ele será mais estável e facilitará muito a integração com fluxos de trabalhos externos", recomenda.

Preparação do arquivo e do processo

Preparar o arquivo corretamente também é uma medida que colabora diretamente para reduzir custos com impressora. "O tempo que se gasta na preparação do arquivo na impressão digital é muito maior que o tempo que levamos para produzir os impressos. Dessa forma, procure por equipamentos que tragam tecnologia embarcada para diminuir esse tempo e que possibilitem a criação de fluxos de trabalhos", recomenda.

Além disso, é importante criar regras para diminuir o tempo de preparo do arquivo. De acordo com Jaginski, essa atitude permite reduzir o custo operacional e evitar desperdícios com reimpressão.

Outro ponto importante para reduzir custos com impressora é avaliar se o equipamento tem a capacidade de imprimir nas gramaturas e formatos de papel que a sua empresa precisa. "Analise também o registro de impressão e se a velocidade vai atender a sua demanda de produção", completa Jaginski.

Controle do ambiente

Por fim, Jaginski chama atenção para o fato de as impressoras digitais precisarem de um ambiente estável. "É preciso controlar a umidade e temperatura. Na hora da escolha, converse com o fornecedor sobre qual o ambiente ideal para o
equipamento em questão, afinal, um local com temperatura e umidade controlados vão diminuir as intervenções técnicas, deixar a máquina estável e permitir aproveitar ao máximo da qualidade de impressão".

Reduzir custos com impressora: ponto de vista de negócio

Além das dicas acima, é fundamental que você também olhe para o seu negócio e para as finanças para entender quais as opções mais interessantes.

"Um ponto muito importante é entender qual o ponto de equilíbrio entre a sua tecnologia de impressão atual e a tecnologia de impressão digital que você está trazendo para sua gráfica. Para saber quando é interessante imprimir na sua OFFSET e quando imprimir na sua digital, você precisa mapear o seu setup de impressão. Identifique todos os custos até seu equipamento estar pronto, como custo de gravação de chapas e custo de acertos do trabalho", explica Jaginski .

Feito isso, o profissional recomenda dividir o número obtido pelo custo de impressão do equipamento digital. O resultado será o ponto de equilíbrio e vai apontar o quão lucrativa a impressora digital pode ser para o seu negócio. "A impressão digital já é uma realidade, resta apenas você decidir se vai aproveitar o crescimento desse mercado ou não", completa.

Quer saber mais sobre boas-práticas de gestão? Baixe nosso material exclusivo e gratuito?

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro da Feira Futureprint lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar